SINTONIA DE AMOR

Marcella Milani quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Hospital de Câncer de Catanduva

Em maio de 2019, em exame de rotina nos Estados Unidos, onde reside, Gisele Grandizolli descobriu o câncer. Diagnosticada, passou por cirurgia, quimioterapia e radioterapia e no dia 05 de fevereiro concluiu seu ciclo de tratamento ao tocar o Sino da Esperança no Hospital Orlando Health Cancer Center, em Orlando/EUA. Mas o que Gisele não sabia é que sua família preparava uma surpresa para ela aqui em Catanduva. Ao mesmo tempo em que Gisele tocava o sino, sua irmã Gislaine G. Martani,  já estava a postos no Serviço de Radioterapia do Hospital de Câncer de Catanduva e tocou o sino simultaneamente com ela.

“Não podíamos estar com ela e sei como é fundamental a presença da família e de amor e carinho durante esse processo. Fizemos isso para que ela sentisse o quanto é amada por todos nós e agradeço a todos que ajudaram neste momento”, disse Gislaine, que é voluntária da AVCC (Associação Voluntária de Combate ao Câncer) ao lado da prima, Silvia Stuchi Frey, que também participou da homenagem.

O momento foi registrado em Catanduva e nos EUA ao mesmo tempo. “Foi uma surpresa. Toda a minha família estava em sintonia sofrendo junto comigo. No dia, minha prima Iara Farizato Brocchetto foi comigo na última sessão e fizeram essa homenagem. Foi o jeito que elas tiveram de estar ao meu lado e essa sincronia de badalar o sino potencializou o sentimento de vitória”, disse Gisele, emocionada com o carinho da família, ao contar aliviada sobre toda a alteração da rotina em função do tratamento e sobre sentir-se livre com o final dele. “Acho que cada pessoa que finaliza um tratamento, a gratidão e a alegria reverberam por todo o Universo. Que muitos sinos toquem juntos simbolizando a união em família nestes tempos de conexão virtual. Que sejam muitas badaladas pelo mundo!”

Galeria


HCC Catanduva – R. dos Estudantes, 225
Parque Iracema, Catanduva - SP, 15809-144
Tel: 0800 2004 222
HOSPITAL DE CÂNCER DE CATANDUVA - HCC