FUNDAÇÃO PADRE ALBINO COMEMORA 50 ANOS DE SUA INSTITUIÇÃO

Mauro Assi sexta-feira, 23 de março de 2018

Fundação Padre Albino

           Coincidentemente com a comemoração dos 100 anos da chegada de Padre Albino a Catanduva (28/04/1918), a Fundação Padre Albino comemora os 50 anos de sua instituição (27/03/1968).

            Padre Albino era um homem arrojado e de visão. Pensando em prover o seu hospital de profissionais, garantindo também a assistência médica aos seus "pobres", ele decidiu criar uma faculdade de medicina. No entanto, para isso, era necessária a transformação da Associação Beneficente de Catanduva, mantenedora do Hospital Padre Albino, em Fundação, o que aconteceu em 27/03/1968.

            O primeiro Conselho de Administração da Fundação foi constituído por Monsenhor Albino Alves da Cunha e Silva; José Olímpio Gonçalves; Antonio Stocco; Floriano Peixoto Ferreira Lima; Tulio Tricca; Manoel Hernandes; Dr. Lenício Pacheco Ferreira; Dr. Arlindo Busnardo; Francisco De Senzi; Vicente Martins; Manoel de Lima Machado; Silvio Salles; Fernando Costa Sampaio; José Pedro da Motta Salles; Dr. Renato Bueno Netto; Armando Prandi; Márcio Rocha Ribeiro; Aurélio Zancaner; José Rocha Filho e Iran Silva.

            Registrado o Estatuto, a primeira reunião do Conselho de Administração da Fundação Padre Albino ocorreu em 29 de março do mesmo ano, na sala da diretoria do Hospital Padre Albino, para eleição do presidente e secretário daquele Conselho; eleição dos membros do Conselho Fiscal e eleição do presidente, secretário e tesoureiro da Diretoria Executiva, que ficaram assim compostas: Conselho de Administração – presidente: Dr. Renato Bueno Netto; secretário: Arlindo Busnardo; Diretoria Executiva – presidente: José Olímpio Gonçalves; secretário: Floriano Peixoto Ferreira Lima; tesoureiro: Monsenhor Albino Alves da Cunha e Silva; Conselho Fiscal – Tulio Tricca; Aurélio Zancaner e Armando Prandi. Nessa mesma reunião, o Dr. Lenicio Pacheco Ferreira falou sobre os trabalhos que estavam sendo desenvolvidos para a criação da faculdade de medicina. A primeira reunião da Diretoria Executiva foi realizada em 25/09/1968.

            Hoje, a Fundação Padre Albino reúne diretamente mais de 2.000 colaboradores e sua atuação beneficia Catanduva e mais 18 municípios da região, que somam uma população aproximada de 320 mil habitantes. Entidade filantrópica, a Fundação Padre Albino está presente na comunidade através da atuação de seus Departamentos nas áreas da saúde, educação, assistência social e comunitária.

            Na área da saúde, seus hospitais de ensino – Emílio Carlos e Padre Albino - atendem pelo SUS e a usuários particulares e de convênios e foi criado um plano de saúde, o Padre Albino Saúde, hoje Associação Padre Albino Saúde (APAS). Na qualidade de Organização Social de Saúde (OSS) e com o objetivo de ampliar e proporcionar melhor atendimento à população de Catanduva e região, a Fundação assumiu a gestão do Ambulatório Médico de Especialidades – AME Catanduva.

            No Recanto Monsenhor Albino são atendidos idosos de ambos os sexos com assistência plena e integral.

            O Museu Padre Albino, que reúne a história e a memória da instituição, possui, ainda, uma Hemeroteca especializada sobre a história de Catanduva, sendo fonte de consultas e pesquisas para estudantes e interessados.

            Na área educacional, o Colégio Catanduva atua na Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio e instalou o curso Habilitação profissional de nível médio de Técnico em Enfermagem. O Centro Universitário Padre Albino (UNIFIPA) oferece nove cursos de graduação e cursos de Pós-Graduação e, através do Núcleo de Extensão e dos estágios curriculares, desenvolvem projetos e atividades, cursos e palestras, orientam e prestam serviços institucionais que beneficiam desde crianças até idosos de Catanduva, região e outros Estados.

            Em 08/12/2011, com a exumação e reconhecimento canônicos dos restos mortais, iniciou-se o processo de beatificação de Padre Albino. Em outubro de 2017 foi entregue à Congregação das Causas dos Santos a Positio (conjunto de documentos e depoimentos sobre as virtudes cristãs de Pe. Albino) e solicitação de encaminhamento para análise pela Comissão dos Teólogos, Comissão de Bispos e Cardeais. Se os pareceres forem positivos será emitido o decreto papal de reconhecimento da Venerabilidade de Padre Albino, ou seja, ele se torna Venerável. A previsão para o término dessa fase é 2020.

Foto: Padre Albino Alves da Cunha e Silva.

 

HCC Catanduva – R. dos Estudantes, 225
Parque Iracema, Catanduva - SP, 15809-144
HOSPITAL DE CÂNCER DE CATANDUVA - HCC